A reinvenção da velhice

Novos estilos de vida prometem aos idosos a possibilidade de envelhecer com mais saúde e qualidade de vida.

Comentário do Blog: Hoje, sugerimos uma interessante leitura do livro ” A reivenção da Velhice” da antropóloga Guita Grin Debert e um vídeo com uma palestra da mesma autora.

A antropóloga Guita Debert oferece uma análise ousada do processo que vem presidindo a construção social da velhice no Brasil. Atualmente, o idoso é um ator não mais ausente do conjunto de discursos produzidos. Está presente no debate sobre políticas públicas, nas interpelações dos políticos. Também em momentos eleitorais e até mesmo na definição de novos mercados de consumo e novas formas de lazer.

Esta população cresce a cada ano e já é uma porção considerável na nossa população. Esta realidade coloca para as famílias, empresas e governo questões que não podem deixar de ser respondidas. Este livro mostra como a velhice é reinventada nos grupos de convivência e nas universidades para a terceira idade, nas associações de aposentados, nos asilos e nas imagens dos idosos na mídia. O livro oferece uma contribuição importante da antropologia ao debate acerca da velhice.

A antropóloga Guita Grin Debert, diz que livres das obrigações do trabalho, livres das obrigações do cuidado dos filhos, as pessoas estão abertas para novas experiências, para repensar suas vidas, para experimentar novas identidades. Debert apresenta um panorama das principais questões relacionadas ao envelhecimento nos dias de hoje. As representações sociais da velhice, a reinvenção das diferentes fases da vida adulta, diversidade cultural, políticas públicas, saúde e vida sexual na terceira idade.

Vídeo gravado em 13 de setembro de 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *