Natação e Longevidade, a história de Maria Lenk

A natação sempre foi a vida de Maria Lenk.

Conheça mais sobre essa lenda do esporte brasileiro, que sempre buscou nas piscinas o segredo da longevidade

A natação está sempre relacionada a qualidade de vida, saúde e bem-estar, já que atividade física e saúde andam lado a lado. Essa relação se torna nítida ao buscarmos a biografia de ex-nadadadores profissionais, que mantiveram os hábitos de nadar mesmo após encerrarem a carreira.

A grande nadadora brasileira Maria Lenk foi um grande exemplo de longevidade ligada ao bem-estar. Ela nadou até os últimos dias de sua vida, e faleceu aos 92 anos.

Comentário do Blog: Durante as Olímpiadas ouvimos com frequência o nome  de Maria Lenk  e decidi saber mais sobre ela. No site  Velhos Amigos de  Maria de Lourdes Micaldas a “Lou” encontrei uma conversa entre as duas, de 2002,  da qual retirei somente a mensagem, mas é interessante ir  até o Velhos Amigos e ler tudinho. A mensagem de Maria Lenk encerra esta postagem.

Quem foi Maria Lenk?

Maria Emma Hulga Lenk Zigler foi a principal nadadora brasileira, tendo sido a única mulher do país a ser introduzida no Swimming Hall of Fame, em Fort Lauderdale, Flórida. Nasceu em  15 de janeiro de 1915 em São Paulo e faleceu em  16 de abril de 2007 no Rio de Janeiro.

Em 1942 ela deixou a carreira de atleta profissional e passou a lecionar educação física, na Escola Nacional de Educação Física, no Rio de Janeiro. Em agosto de 2000, Maria Lenk disputou, na Alemanha, o campeonato mundial de natação, em uma categoria especial para atletas entre 85 e 90 anos. Ela voltou da Alemanha com nada mais nada menos que 5 medalhas de ouro! Isso mostra toda a força de vontade e a vitalidade de nossa campeã.

Passou três anos pesquisando sobre a relação entre longevidade e esporte, até que em 2003 lançou seu livro “Longevidade e Esporte”, onde relata seus estudos sobre os benefícios que trás a saúde ao longo da vida.

longevidade-e-esporte- maria LenkAos 88 anos, a nadadora brasileira Maria Lenk lançou no clube de Regatas Flamengo, o livro “Longevidade e Esporte”. No livro, a nadadora dá dicas de como manter o condicionamento físico, mesmo tendo a idade avançada, e mostra que envelhecimento e saúde podem conviver muito bem.

Em seu livro, Lenk fala sobre a importância da prática esportiva para a longevidade. Ela demonstra, com dados demográficos, que a população de idosos está crescendo rapidamente e que o plano de vida desses idosos deve ser revisto. A cada dia, a expectativa de vida aumenta, e os que há alguns anos eram considerados “velhos”, hoje são pessoa que  tem muita energia para gastar.

Como professora de educação física, fala, com propriedade, sobre as melhores dietas para os idosos que planejam ter uma vida longa e saudável. A escritora descreve os torneios das categorias master e todos os cuidados especiais que esses atletas precisam ter.

Para concluir, menciona os grandes atletas de idade mais avançada, os tratando como “os verdadeiros heróis e heroínas”.

A mensagem de Maria Lenk, por ocasião da conversa/entrevista com a Lou:

Lou: Muita gente quando começa a envelhecer, sente depressão, medo da velhice, achando que o mundo vaMaria lenki acabar, que velhice é sinônimo de doença. E você é uma prova de que nada disso é verdade. Então, quando eu tenho a sorte de entrevistar uma pessoa como você, geralmente eu termino minha entrevista, pedindo que mande um recado.
 Maria Lenk: O recado é o de enfrentar a velhice com otimismo, como eu disse é missão cumprida. Agora, a gente pode receber a volta do esforço, é aquele momento de descansar e não ter obrigações prementes, com horas marcadas, aproveitar bem isto! Mas deve-se evitar a preguiça, porque entregando-se à preguiça sem atividade física, naturalmente há uma decadência muito mais rápida, portanto é preciso, dentro dos limites relativamente restritos da velhice, sempre tratar de fazer exercícios, de levar uma vida saudável para procurar prolongar a independência que a gente quer. É possível que a gente chegue a um ponto, que vá precisar dos outros, mas podendo postergar esse ponto é melhor, tanto para os familiares que terão que cuidar da pessoa envelhecida, como a própria pessoa que gosta de ter suas atividades independentes.

Fonte texto e imagens: http://www.amaralnatacao.com.br/ e http://www.velhosamigos.com.br/

2 thoughts on “Natação e Longevidade, a história de Maria Lenk

    1. Susamara, quantas Marias Lenks anônimas existirão por aÍ e não sabemos. Você também é maravilhosa pelo cuidado atencioso.
      Viva a Velhice te espera de braços abertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *