Horticultura e jardinagem para todos

Agricultores da SINTRAVALE, no Vale da Ribeira/SP montam horta suspensa na Casa do Idoso mantida pela Sociedade Amigos da Velhice de Cananéia. jornalhoranews.com

Mais do que alimentação saudável, convívio intra e intergeracional  a horticultura e a jardinagem são instrumentos de trabalho e sociabilidade importantíssimos.

A horticultura e  a jardinagem podem ser desenvolvida até em vasos ou pequenos canteiros.

Atividades práticas são muito importantes para evitar o sedentarismo, especialmente quando se dispõe de tempo e, ainda, é possível aproveitar seus resultados.

Há habilidades que exigem mais esforço físico do que outras, além de espaço compatível e condições climáticas adequadas. É o caso da horticultura, que pode ser desenvolvida até em vasos ou pequenos canteiros. Porém, quando há maior fragilidade ou dificuldades para posturas forçadas, podemos construir estruturas para garantir conforto e funcionalidade no plantio e manutenção de uma horta.

A horticultura é uma atividade que traz diversos benefícios importantes, tais como o de empreender e ter retorno utilizando seus produtos, a de garantir objetivos porque o plantio deve ser mantido com água e nutrientes para a boa qualidade dos vegetais e o benefício da satisfação pelo resultado alcançado. Enfim, mesmo em pequenas quantidades, plantar e cultivar ervas e temperos para depois utilizá-los aumenta muito o prazer do consumo, sendo muito indicado para pessoas idosas, desde que as dimensões do espaço ofereçam boa condição de alcance.

Se colocarmos o nível da terra na altura de uma mesa, considerando o acesso sentado ou em pé, o esforço para o manuseio de ferramentas ou com a terra diminui, garantindo uma boa visualização da área de trabalho. Isso significa criar uma “caixa” revestida com material isolante e com drenos, garantindo um escoamento do eventual excesso de água.

Colocar suportes para as ferramentas de jardinagem, além de criar prateleiras nas laterais para insumos, como terra e adubo, também pode facilitar o empreendimento, pois deixa todos os elementos necessários ao alcance das mãos. Se esta bancada tiver gavetas para guardar luvas, sementes e etiquetas, todo o trabalho pode ser desenvolvido com detalhes ainda mais estimulantes.

Onde instalar um bancada elevada para horta vai depender do espaço disponível. Pode ser montada até em uma lavanderia de apartamento, a depender das dimensões, pois esta estrutura pode ter pouca profundidade quando forem plantadas apenas ervas para chás e temperos. Em 30cm por 100cm de largura já haverá muito espaço para salsa, hortelã, manjericão e outros vegetais de pequeno porte, e o sucesso é garantido.

Pode resultar em oportunidades de trocas intergeracionais, em reconhecimento de sabedoria para demonstrar habilidades e, até mesmo, para gerar melhores relacionamentos pela oferta desses produtos para vizinhos e amigos.

Enfim, é preciso reconhecer que o acompanhamento do ciclo de vida de um vegetal exige atenção, cuidado e dedicação, tal como precisamos para sermos reconhecidos e devolvermos em carinho e simpatia. Uma horta pode ser o meio de externar emoções contribuindo para criar novos objetivos e ao direcionamento do foco para o bem-estar na moradia.
Fonte: portaldomenvelhecimento.com   Autora: Maria Luisa Trindade Bestetti é arquiteta que pesquisa sobre as alternativas de moradia para idosos no Brasil, especialmente sobre a habitação mas, também, o bairro e a cidade que a envolvem. É responsável pelo blog Ser Modular: https://sermodular.wordpress.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *