A vida é um presente por Rafael Magalhães

Deus, em sua infinita sabedoria, quando foi criar este mundo, teve uma idea simplesmente genial: a imprevisibilidade do tempo.

É claro que Ele poderia ter nos criado com um número cravado na testa, para que soubéssemos quantos dias cada um de nós ainda teria de vida. Assim, saberíamos identificar um último abraço, um último sorriso, uma despedida. Mas não. Não temos como saber. E é exatamente por isso que a vida requer sede. Porque é impossível saber quanto tempo ainda temos por aqui.

E, posso te dizer a verdade? A vida é um presente. Independente de qualquer que seja a sua crença, ninguém pode precisar ao certo como era tudo antes de estarmos aqui, e nem mesmo o que teremos quando chegar a hora de partir.

Viemos do nada, iremos para o desconhecido. O que temos é o hoje, o agora e, vai por mim, é maravilhoso. Acordar todos os dias é um privilégio. Levante da sua cama sempre se sentindo especial. Você é um escolhido.

Existem milhões de pessoas lutando pela saúde que você tem em abundância. Seja grato. Os motivos para sorrir são maioria. E essa aflição logo vai passar. Sempre passa. Eu não conheço uma dor sequer que dure para sempre. Todas são passageiras. Todas! E, sinto te informar, toda alegria também. O problema é que a gente vive tentando se convencer do contrário. É aquela nossa eterna busca pelo eterno. Momentos eternos, amores eternos, viagens eternas, saudades eternas.

A verdade é uma só: de certo você só tem o incerto. Então, pare de sofrer relembrando o que passou. Não faça das suas lembranças um calabouço. Aceite! Os amores passam. Os problemas passam. O melhor dia da sua vida vai passar. O pior também. Vai-se o tempo, ficam as saudades. E que bom que elas ficam. E que bom ter a chance de construir novas memórias.

Lamentar o tempo perdido também é perda de tempo. Esqueça o tempo de duração, o que importa é a intensidade. Por isso, viva cada momento como se a sua vida inteira durasse apenas aquele instante. Abrace como se fosse a última vez. Olhe para o sol hoje como se não fosse mais enxergá-lo amanhã. Beije sempre como se fosse um adeus. Diga tudo o que tiver pra dizer. Faça tudo como se não fosse mais ter outra chance.

Um dia desses você vai acabar acertando.

Comentário do Blog: Acredito nessa geração é com ela que precisamos contar para tornar o processo de envelhecimento um fenômeno natural e os velhos pessoas/cidadãs normais. Rafael Magalhães é um rapaz de 30 anos que se divide entre o anonimato da rotina como professor de educação física e a fama de um pseudônimo na internet. O goiano é o autor dos textos e gerenciador de todas as redes sociais Precisava Escrever. Em menos de 2 anos de publicações, Rafael já tem milhares de leitores e admiradores do seu trabalho por todos os cantos do país. O seu primeiro livro, também intitulado PRECISAVA ESCREVER, está na lista dos livros independentes mais vendidos do Brasil. 

Rafael tem um site que se chama Precisava Escrever e está em http://precisavaescrever.com.br/


2 thoughts on “A vida é um presente por Rafael Magalhães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *