2 thoughts on “A arte de não adoecer – Crônica

  1. Boa noite,
    Não é especificamente um comentário sobre o artigo publicado.
    Estava acessando o site UOL e entrei numa matéria que falava sobre o seu blog.
    Chamou minha atenção o seu sobrenome GUTIERRES e ser do Rio Grande do Sul.
    Minha família também é GUTIERRES exatamente como o seu sobrenome e é do
    Sul do Rio Grande do Sul.

    1. Conrado, boa noite.
      É possível que sejamos parentes. Te enviarei uma mensagem de e-mail.
      Volta sempre ao Viva a velhice, será um prazer tê-lo por aqui. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *