II Seminário Velhices LGBT: expressões da violência contra pessoas idosas

Fazer essa reflexão no mês de junho é integrar esta temática no calendário de ações da Campanha Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado no dia 15 de junho, para sensibilizar e conscientizar sobre as diferentes facetas da violência. Trata-se de uma estratégia relevante para a visibilidade desse tema nas velhices LGBT.

Serviço – II Seminário Velhices LGBT
Dia 28 de junho de 2018 – quinta-feira     Horário: 08h às 17h30
Local: Câmara Municipal de S. Paulo. Palácio Anchieta Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista
São Paulo-SP – CEP: 01319-900    Inscrições: http://www.eternamentesou.org – https://www.facebook.com/events/2135970766626621/
Entrada: 1kg de alimento não perecível

“Expressões da violência contra a pessoa idosa” é o tema do II Seminário Velhices LGBT, organizado por Diego Felix Miguel, Rogério Pedro e Sandra Gomes, com o apoio de Toninho Vespoli. O evento acontecerá no dia 28 de junho na Câmara Municipal de São Paulo. No primeiro evento, realizado em novembro de 2017, o I Seminário Velhices LGBT, promoveu um diálogo inicial entre profissionais que atuam na área socioassistencial e de saúde, poder público, militantes e sociedade civil, a fim de dar visibilidade às velhices LGBT.

De acordo com os organizadores do evento em 2018, fazer essa reflexão no mês de junho é integrar esta temática no calendário de ações da Campanha Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado no dia 15 de junho, data instituída pela Organização das Nações Unidas em 2006 para sensibilizar e conscientizar sobre as diferentes facetas da violência que marginalizam e o oprimem pessoas idosas. Trata-se de uma estratégia relevante para a visibilidade desse tema na população idosa LGBT.

Estudos apontam nove tipos de violência que acontecem com pessoas idosas: violência física, institucional, abandono, negligência, violência financeira (econômica), auto-negligência, medicamentosa, psicológica e sexual. Nesse contexto, os organizadores do evento perguntam: será que a pessoa idosa LGBT está mais suscetível à violência? De quais violências estamos falando?

Para enriquecer essa reflexão sobre as velhices, o II Seminário Velhices LGBT, promoverá o debate dos seguintes temas: a) Violência e violência velada LGBTfobia; b) Estatuto da Diversidade Sexual e de Gênero e; c ) Atuação da rede socioassistencial e de saúde.

O evento contará ainda com um bate papo especial sobre “Memórias e afetos” com Anyky Lima e Jane Di Castro, mulheres trans que são referência na militância dos direitos LGBT, com a participação especial de Tchaka – Rainha das Festas e apresentações culturais.

Quem é Eternamente SOU

EternamenteSou é uma organização não governamental que iniciou seus trabalhos em 2017 por meio de um coletivo de profissionais mobilizados pela necessidade da criação e implantação de serviços e projetos voltados ao atendimento psicossocial a pessoas idosas LGBT. Considerando o preconceito, intolerância e a invisibilidade que pessoas idosas LGBT estão submetidas, a organização busca desenvolver um trabalho integrado na rede socioassistencial do município de São Paulo, de modo a conhecer e contemplar as demandas oriundas das especificidades desse segmento em seus aspectos biopsicossociais e favorecer sua inclusão social e protagonismo, proporcionando uma velhice digna e ativa.

Em 31/05/2018          www.portaldoenvelhecimento.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *