O cuidado com os idosos de amanhã

Dia Mundial da Saúde Mental | 2018

Jovens e saúde mental em um mundo em transformação

Campanha do Dia Mundial da Saúde Mental de 2018: ...

 

A adolescência e os primeiros anos da vida adulta são uma época em que ocorrem muitas mudanças, como mudar de escola, sair de casa e começar a universidade ou um novo emprego. Para muitas e muitos jovens, são tempos que provocam muitas emoções. No entanto, também podem ser momentos de estresse e apreensão. Em alguns casos, se não reconhecidos e gerenciados, esses sentimentos podem levar a transtornos mentais.

O uso crescente de tecnologias online traz, sem dúvidas, muitos benefícios, mas também pode impor uma série de pressões à medida que a conectividade em redes virtuais aumenta. Muitos adolescentes também estão vivendo em áreas afetadas por emergências humanitárias, como conflitos, desastres naturais e epidemias. Os jovens que vivem em situações como essas são particularmente vulneráveis a transtornos mentais e algumas doenças.

fs saudementaladolescentes

Metade de todos os transtornos mentais começa aos 14 anos

Metade de todos os transtornos mentais começa aos 14 anos, mas a maioria dos casos não é detectada e tratada. Em termos de carga de doenças entre adolescentes, a depressão é a terceira principal causa. O suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. O uso nocivo do álcool e de drogas ilícitas entre adolescentes é uma questão importante em muitos países e pode levar a comportamentos de risco, como sexo não seguro ou direção perigosa. Transtornos alimentares também são motivo de preocupação.

Crescente reconhecimento da importância da resiliência mental

Felizmente, há um crescente reconhecimento da importância de ajudar os jovens a construírem resiliência mental desde as primeiras idades, a fim de lidar com os desafios do mundo de hoje. Crescem evidências que mostram que promover e proteger a saúde do adolescente traz benefícios não apenas à sua saúde, tanto a curto como a longo prazo, mas também às economias e à sociedade, com jovens adultos saudáveis capazes de contribuir com a força de trabalho, suas famílias e comunidades e a sociedade como um todo.

A prevenção começa com uma melhor compreensão

Muito pode ser feito, desde cedo, para ajudar na construção da resiliência mental, o que pode evitar o sofrimento mental e doenças entre adolescentes e jovens adultos, bem como ajudar no gerenciamento e na recuperação de transtornos mentais.

A prevenção começa com o conhecimento e compreensão dos primeiros sinais e sintomas de alerta de um transtorno mental. Pais e professores podem ajudar a construir habilidades para a vida de crianças e adolescentes, ajudando-os a lidar com os desafios cotidianos em casa e na escola. O apoio psicossocial pode ser oferecido em escolas e outros ambientes comunitários. O treinamento de profissionais de saúde para a detecção e gerenciamento de transtornos de saúde mental também pode ser implementado, aprimorado ou ampliado.

O investimento por parte dos governos e o envolvimento dos setores social, de saúde e de educação em programas abrangentes, integrados e baseados em evidências para a saúde mental dos jovens é essencial. Esse investimento deve estar vinculado aos programas de conscientização de adolescentes e jovens sobre formas de cuidar da saúde mental e ajudar colegas, pais e professores a apoiar seus amigos, filhos e alunos. Este é o foco do Dia Mundial da Saúde Mental deste ano.

Links relacionados: Folha informativa – Saúde mental dos adolescentes

Fonte e Imagem: www.paho.org/bra/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *