Sejamos criativos e seremos saudáveis

Crie para envelhecer bem

Não é segredo que as pessoas hoje vivem mais e adotam novas e diferentes atividades até a velhice. Uma vida mais longa levanta a questão, o que pode ser feito para envelhecer bem? 

Comentário do Blog: Considerando envelhecimento como processo é bom lembrar que  começamos a envelhecer a partir do momento em que nascemos. Tendo presente esta realidade nos preparamos para envelhecer a partir desse momento tendo como base o cuidado. É exatamente o cuidado e o autocuidado que  envolve valores morais, éticos, solidariedade, respeito, amorosidade, espiritualidade que aliados aos  componentes fundamentais para o bem estar e a saúde que construímos o nosso bem envelhecer.

Manter a saúde sob controle com nutrição adequada, atividade física e check-ups regulares é tipicamente a resposta. Mas também é importante considerar outras atividades aparentemente insignificantes que possam beneficiar a saúde dos idosos. Participar e desfrutar de esforços artísticos, mesmo quando pessoas mais velhas não estão necessariamente inclinadas à criatividade, pode ter um impacto positivo na saúde, criando um senso de propósito e mantendo a mente ocupada.

Criatividade e senso de propósito

À medida que as pessoas idosas envelhecem, seus estilos de vida e prioridades mudam, e envelhecer com frequência é a coisa mais importante. De acordo com um estudo publicado no Journal of Aging Studies, os participantes do estudo, 60 a 93 anos de idade, identificaram seis características de envelhecimento bem sucedido: um senso de propósito, interações, crescimento pessoal, auto-aceitação, autonomia e saúde. 

Atividades criativas, como escrever, pintar ou tecer, promovem um senso de competência, propósito e crescimento, que contribuem para o bom envelhecimento.

O senso de propósito é significativo para as pessoas mais velhas, especialmente se elas passam a maior parte de seus anos mais jovens definidas por uma carreira ou cuidando de crianças e gerenciando uma casa. Uma vez que essas responsabilidades sejam eliminadas, os idosos podem, às vezes, desenvolver uma incerteza sobre seus propósitos mais tarde na vida. Isso pode afetar a saúde e o bem-estar geral. 

A participação em atividades artísticas, no entanto, reforça as habilidades de resolução de problemas e a satisfação que os idosos podem ter na vida cotidiana. Além disso, quando as pessoas mais velhas podem compartilhar seus presentes artesanais com amigos e familiares, elas desenvolvem um sentimento de orgulho pelo que criaram.

Criatividade e benefícios para a saúde

Artesanatos e outros projetos criativos podem ajudar a aliviar o tédio e manter as mentes das pessoas mais velhas ocupadas, e podem até ajudar a evitar sentimentos de depressão.

Muitos idosos fogem das atividades criativas porque sentem que não são criativos o suficiente ou não são artísticos, mas mesmo os iniciantes em arte podem ser criativos com os tipos certos de projetos. Por exemplo, os idosos que têm uma vida inteira de fotografias salvas podem fazer uma colagem para pendurar na parede ou um álbum de recortes para colocar na mesa de centro. Outro projeto simples e criativo que pode dar a um quarto um toque aromático é criar um travesseiro de sementes de linho de lavanda seladas com cola de pano em vez de costurar.

Aumento da saúde física

Surpreendentemente, a participação regular nas artes criativas produz um aumento significativo na saúde física geral de uma pessoa idosa. As pessoas mais velhas que participam regularmente de programas de artes participativas (programas em que ajudam a criar arte em vez de apenas observá-la) na verdade têm melhor saúde física do que aquelas que não o fazem.

Em um estudo previamente denominado, pessoas mais velhas que participaram relataram uma taxa de saúde física mais alta, menos quedas acidentais, uma diminuição no número e tipos de medicamentos que precisavam e uma diminuição no número de vezes que precisavam visitar o médico ou outro profissional de saúde. Um grupo de controle, formado por pessoas idosas em situação semelhante que não participaram das atividades artísticas, não relatou os mesmos benefícios.

Este estudo, e outros semelhantes, mostram uma correlação definitiva entre a participação em uma atividade artística criativa regular e o aumento da saúde física. Como tal, os cuidadores podem considerar regularmente matricular seus entes idosos em algum tipo de atividade artística criativa, tanto para melhorar a qualidade de vida quanto para agir como uma maneira de preservar sua saúde física e bem-estar.

Aumento do contato e fortalecimento das relações com os outros

Para muitos adultos mais velhos, um dos maiores problemas que enfrentam é o isolamento e a solidão. Quando uma pessoa mais velha fica em casa o dia todo e não tem muitas oportunidades de interação, seu senso geral de saúde e bem-estar é afetado. Depressão pode aparecer, e alguns estudos têm mostrado que pessoas isoladas e deprimidas são realmente mais suscetíveis a doenças físicas, como doenças crônicas e até a morte.

Ao fornecer um meio para uma pessoa mais velha estabelecer e manter contatos fortes com outras pessoas, as artes criativas ajudam a construir relacionamentos fortes. Isso, por sua vez, leva a uma melhor qualidade de vida e até mesmo à possibilidade de uma vida mais longa.

Fonte: https://cenie.eu/es/blog/crear-para-envejecer-bien

Em abril de 2019    Imagem:universohermesebrowni.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *