Pular para o conteúdo principal

Mente ativa = independência

Quanto mais saudável você estiver mentalmente, mais saudável estará em todos os outros aspectos de sua vida. Ficar mentalmente alerta é a chave para permanecer independente.

Você pode ter usado a frase "use-os ou perca-os" para descrever os músculos e o trabalho necessário para mantê-los fortes. Embora isso seja verdade, seus músculos não são as únicas partes do corpo que cumprem esse lema, seu cérebro também.

Enquanto o cérebro é um órgão, o mais complexo do corpo, também funciona de forma semelhante a um músculo. Se você não exercitar seu cérebro, ele lentamente perderá sua força e eventualmente degenerará. À medida que envelhecemos, a deterioração do cérebro é um medo comum, especialmente porque pode causar demência, que é um termo geral para perda de memória e outras habilidades mentais graves o suficiente para afetar sua vida diária.

De acordo com um estudo recente a cada três segundos, uma pessoa desenvolve demência. Os números são surpreendentes, uma vez que estima-se que 46,8 milhões de pessoas em todo o mundo tivessem demência em 2015, e 131,5 milhões de pessoas são projetadas para viver com demência até 2050.

Embora a prevenção e a cura da demência ainda estejam sendo investigadas, você pode manter sua mente aguçada pelo maior tempo possível e permanecer independente. A pesquisa mostra ainda que os adultos mais velhos que eram cognitivamente ativos em uma base regular eram mais de duas vezes mais propensos a experimentar a doença de Alzheimer e demência como adultos mais velhos que não eram tão cognitivamente ativos. Aqui estão algumas maneiras de se manter mentalmente afiado e manter sua independência.

Faça da aptidão física uma prioridade - A atividade física não só reduz os riscos de desenvolver diabetes, doenças cardíacas e outras doenças, mas também melhora a função cerebral. De acordo com um estudo recente do Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia, um exercício de 20 minutos promove funções de memória dentro do cérebro, bem como processamento básico de informações.

À medida que os cientistas expandem seus estudos, encontramos mais e mais evidências de que a condição física afeta positivamente nossos cérebros. Ser mais velho e ativo é uma parte essencial de se manter saudável fisicamente e mentalmente. Para ficar mentalmente afiado, você deve permanecer fisicamente ativo.

Visite o médico regularmente - Para se manter saudável, você deve participar de exames médicos regulares. Recomenda-se a visita ao médico pelo menos uma vez por ano e, mais frequentemente, se necessário ou recomendado.

Gerencie seus níveis de estresse - Altos níveis de estresse afetam todas as partes de sua vida, assim como seu corpo físico. Estudos mostram que o estresse crônico pode acelerar o processo de envelhecimento e ter um impacto negativo no sistema imunológico. O envelhecimento pode ser estressante, mas você pode lidar com isso antes de prejudicar sua saúde física, mental e emocional.

Voluntário - Quando você ajuda os outros, você também ajuda a si mesmo. Isso pode ser verdade tanto emocional quanto neurologicamente, já que estudos mostram que dar, em última análise, tem maiores benefícios para o cérebro do que receber. Ao ajudar os outros, você pode manter seu cérebro afiado e funcionando de forma adequada e positiva.

Muitas vezes, a parte mais frustrante de envelhecer é a mudança de papéis: idosos que já foram cuidadores assumem o papel de serem cuidados. No entanto, ainda é possível servir aos outros, já que você pode ser novamente um zelador por simples atos de serviço. Por exemplo, você pode preparar uma refeição caseira para alguém que tenha dificuldades ou esteja ocupado demais para cozinhar. Ou, você pode simplesmente fazer uma ligação semanal para alguém que precise de companhia. Mudar o seu papel para a posição de cuidador pode restaurar uma sensação de independência.

Desafie seu cérebro - Manter seu cérebro afiado não precisa significar exceder seus limites diariamente. Não se trata de participar de desafios cerebrais difíceis; É simplesmente desafiar e estimular seu cérebro regularmente.

A vida torna-se facilmente monótona, especialmente se você confia em sua rotina diária. A rotina pode ser boa, mas é sempre benéfico para o seu cérebro mudar um pouco e se desafiar com algo novo.

Estas são apenas algumas das atividades para idosos que manterão a mente alerta e a vida excitante. Quanto mais saudável você estiver mentalmente, mais saudável estará em todos os outros aspectos de sua vida. Ficar mentalmente alerta é a chave para permanecer independente.

Em 14/12/2018     Imagem www.puzzle-me.com.br     Fonte: Por cenie



Comentários

  1. Muito bom! Exercitar corpo e cérebro é fundamental para manter a independência no longeviver. 3, 2, 1...Vamos lá!

    ResponderExcluir
  2. Bravos! Que alegria, te encontrar aqui no Viva a Velhice. No próximo Momento Gerontológico, tomaremos um chocolate para brindar! Abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de São Valentim - dia dos namorados

Enamorados durante mais de 50 anos: A fotógrafa retrata O Amor de Casais Idosos Os meios de comunicação convencionais estão saturados de imagens de casais ou pares jovens e bonitos, mas… aonde estão os velhos amantes que há mais de 50 anos compartem  seu amor e seus vínculos insondáveis? A fotógrafa Lauren Fleishman  capturou com sua câmara os retratos alentadores e ternos de casais cujo amor tem sobrevivido mais de meio século em uma adorável série de fotografias  intitulada “Los Amantes”. A fotógrafa tinha a intenção, em princípio de fotografar 50 casais nada mais, mas rapidamente o projeto chegou ata 100. Descobriu que simplesmente pedindo aos  velhos casais que se beijassem os fazia sentir-se a vontade e recordar seu amor na juventude. A inspiração de Fleishman para começar este projeto surgiu ao ler as cartas de amor que seu avô escreveu para sua avó durante a 2ª Guerra Mundial. Despois que faleceu, o diário ajudou a fotógrafa a compreender o matrimonio de seus avós de uma forma …

Como percebemos a passagem de tempo? - Opinião Minas - Parte 1

Bom dia!  O cuidado responsável e carinhoso marca cada um dos temas que posto aqui e, afirmo a Você. que tenho aprendido e apreendido sempre. Meu grande objetivo é que estejamos, Você e eu, juntos nesta caminhada. Hoje, por exemplo, é com alegria que posto dois vídeos de uma entrevista com Maria de Lourdes Goveia que "poetisa" a filosofia numa interessante conversa sobre o tempo. Maria de Lourdes atualmente é professora da Pontificia Universidade Católica de Minas Gerais. Em 26/06/2015 no Programa opinião Minas começas assim: Já teve aquela sensação de que o tempo está passando cada vez mais rápido? Já estamos quase na metade do ano e a impressão para algumas pessoas é que os últimos meses simplesmente voaram. De onde vem essa sensação? Quem nos ajuda a entender o assunto é Maria de Lourdes Gouveia, doutora em filosofia.

Como percebemos a passagem de tempo? - Opinião Minas - Parte 2

Dias Nacional e Internacional do Idoso

No Brasil, há duas datas para celebrar a pessoa idosa. Hoje, 27 de setembro, é o Dia Nacional do Idoso e no dia 1º. de outubro, o Dia Internacional do Idoso.
A frase de Augusto Cury retrata um belo princípio do envelhecimento ativo.
Fonte: https://www.facebook.com/ilcBR

O Cuidado - excelente palestra