USP Aberta à Terceira Idade agora é USP 60+

Criado em 1994 pela professora Eclea Bosi, o programa Universidade Aberta à Terceira Idade era nessa época uma iniciativa pioneira e quase não havia similares no Brasil. No entanto, com o passar dos anos, esse tipo de programa passou a ser mais comum e popularizou-se em diversas outras universidades. Por isso, em 2018, o programa da USP passou a se chamar USP Aberta à Terceira Idade, a fim de evitar dúvidas do público quanto às atividades oferecidas.

No entanto, em 2019, começaram a surgir questionamentos sobre a melhor forma de se referir a esse público acima dos 60 anos de forma mais inclusiva e objetiva, sem juízo de valor, preconceitos ou cargas negativas. Tendo em vista que esse público vem crescendo muito, ele representa cada vez mais uma população heterogênea, com grandes diferenças entre os indivíduos que a compõem.

Dessa forma, a partir de 2020 o programa passa a se chamar USP 60+.

Fonte: https://prceu.usp.br/

Como vem fazendo há 25 anos a USP abre  2020 com esta programação que nos apresentou Elcio Silva em 27/01/2020.

Em expansão, o programa USP 60+ oferece mais de 5,6 mil vagas em atividades regulares e complementares no primeiro semestre de 2020.

A USP abre em 10 de fevereiro as inscrições para as atividades do primeiro semestre de 2020 do programa USP 60+. Em sua 52ª edição, a iniciativa gratuita, realizada na capital e nos campi do interior, disponibiliza 5643 vagas divididas entre disciplinas regulares, oferecidas nos cursos de graduação da USP, e atividades complementares, que englobam cursos, palestras, excursões, práticas esportivas e didático-culturais, um aumento de quase 24% com relação ao segundo semestre de 2019. Os interessados não precisam ter vínculo com a universidade e devem ter mais de 60 anos.

A partir deste semestre o nome do programa, antes chamado de USP Aberta à Terceira Idade, foi rebatizado com o intuito de se adequar aos novos entendimentos sobre o tema.

“Com o objetivo de sermos mais inclusivos e diminuirmos os estereótipos que habitualmente vêm associado ao processo de envelhecer, resolvemos adaptar a terminologia para USP 60+. Assim, pessoas que não se consideram velhas ou da terceira idade por acharem que a inclusão neste grupo as caracterizam como dependentes, incapacitadas e improdutivas não teriam mais essa limitação e  poderiam usufruir de todas as oportunidades aprendizagem continuada oferecidas pela USP 60+”, explica o médico Egidio Dórea, coordenador do programa.

Administração de recursos humanos; ar condicionado e ventilação; comunicação integrada e eventos em turismo; contabilidade introdutória; cultura e educação afro-brasileira e indígena; direito constitucional; história da música, laboratório de matemática; marketing e comunicação no esporte; e redação publicitária estão entre os 255 cursos disponíveis, que são ministrados nos campi da USP em Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto, São Carlos e São Paulo. Algumas disciplinas exigem pré-requisito, mas para a maioria nada é exigido.

Atividades esportivas exclusivas para idosos também têm vagas em programas como Alongamento, Dança circularGinástica Adaptada, Liang Gong [prática corporal chinesa], Pilates, Yoga e Zouk. Além disso serão oferecidas atividades culturais com especialistas de diversas áreas, como Astronomia; Origami; Dança do ventre; Artesanato; Teatro e aulas de viola, violão, piano, guitarra, canto e teoria musical. Ao todo são disponibilizados 121 programas culturais e esportivos que somados aos cursos regulares totalizam 376 opções ao público 60+.

Ao mesmo tempo em que disponibiliza vagas e proporciona um intercâmbio geracional com os alunos da USP, o programa se posiciona como um polo de discussão sobre o tema do envelhecimento, com atividades e parcerias que vão além das disciplinas abertas especificamente a esse público.

“Neste semestre, além dos cursos oferecidos realizaremos encontros para discutir temas ligados ao envelhecimento. A intenção é expandir ainda mais a nossa inserção na sociedade. Os encontros serão realizados em parceria com o Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma) da USP e com a Unibes Cultural. Dia do calouro idoso, simpósio do envelhecimento ativo, dia do orgulho prateado e ciclos de debates sobre longevidade e envelhecimento estão entre as atividades previstas”, relata Dórea.

Criado pela professora Ecléa Bosi em 1994, o programa, que completou 25 anos de atividades ininterruptas, é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP.

Serviço USP 60+

A relação completa de atividades está disponível no site extensao.usp.br/usp60.

Inscrições para disciplinas regulares | De 10 a 14 de fevereiro de 2020 − Vagas limitadas disponíveis por ordem de chegada.

Para as atividades da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, campus USP Leste, o período de inscrições será de 03 a 07 de fevereiro de 2020, também por ordem de chegada.

Inscrições para as atividades complementares | Cada unidade define seu calendário de inscrição, portanto, é imprescindível observar as informações de cada atividade na consulta ao site.

Todas as atividades são gratuitas e as inscrições são abertas para os interessados acima de 60 anos.

Contato para dúvidas e informações: (11) 3091-9183, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h, ou pelo e-mail usp60@usp.br.

Em 27 de janeiro de 2020 Fonte: https://prceu.usp.br

2 thoughts on “USP Aberta à Terceira Idade agora é USP 60+

  1. Bom final de semana

    Em 24 de junho de 2019, completei 60 anos, sou professor aposentado da rede pública estadual de Pernambuco, gosto muito de viajar para renovar as energias.
    Pretendo ir para a universidade estudar, têm Cursos de extensão Para a terceira idade ?

    1. Boa noite, João Batista, bem vindo!!!
      Fiquei alegre com tua presença e, também, por saber que tens um projeto de vida. Podes fazer qualquer curso nas Universidades, não importa a idade.
      Mas, a UFPE tem a Universidade Aberta a Terceira Idade (UNATI) que já tem datas definidas. Dá uma olhada neste link: https://www.ufpe.br/proexc/unati. Nessa página aí te direciona para a programação de 2020. Tem prazo.
      O SENAC também tem a Faculdade Aberta a Terceira Idade, dá uma olhada neste link http://faculdadesenacpe.edu.br/faculdade-aberta-a-terceira-idade/

      Boa sorte! Volta para nos contar aonde e qual curso fizeste a matrícula.
      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *